Open-iSCSI – Configurando o “Initiator” no Debian 5 – “Lenny”

Algumas grandes redes, já contam com pelo menos um sistema de storage de discos, que no caso, existem dois tipos de tecnologia:  iSCSI e Fiber Channel.

Por questões de custo, a tecnologia iSCSI (encapsulamento SCSI via Ethernet) é mais difundida no mercado e mais aceita pelas pequenas e médias empresas.

Bom, aqui na instituição, chegamos à conclusão da necessidade de construção de um “cluster” de e-mail (dois servidores em round-robin), utilizando como storage de dados centralizado, um Dell MD3000i com conexão iSCSI.

Já havia configurado anteriormente nesta mesma storage, alguns servidores VMwares ESXi e alguns servidores Windows Server 2003 e funcionavam perfeitamente via iSCSI con interfaces gigabit’s adequadas ao protocolo e encapsulamento (bem como o switch), e agora chegou a vez do Linux puro, o Debian 5.

Para que este tutorial funcione, parto do principio que sua Storage, seja qual modelo for, e sua topologia de rede estejam previamente configuradas e adequadas, com os discos e permissões de acessos definidos, e que você tenha domínio do aparelho para fazer as alterações necessárias. Não se esqueça que é recomendado isolar conexões iSCSI em um switch que não tenha acesso aos pacotes e trafegos normais de rede.

Começando.

O primeiro passo é instalar o “initiator”.

apt-get install open-iscsi

Agora, após instalado, abra o arquivo /etc/iscsi/iscsid.conf e altera a linha abaixo:

vim /etc/iscsi/iscsid.conf

node.startup = automatic

Logo após, reinicie o “initiator”.

/etc/init.d/open-iscsi restart

Reiniciado o serviço, vamos tentar fazer a conexão no “target”, no nosso caso, a storage MD3000i.

iscsiadm -m discovery -t st -p 192.168.130.101

Lembre de mudar o IP pelo da sua rede/host.

Se tudo foi feito corretamente, no comando acima você terá uma saída parecida com a abaixo:

192.168.130.101:3260,1 iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1

As definições do iSCSI (nesse caso, 192.168.130.101:3260,1 iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1) foram salvas no diretório /etc/iscsi/nodes/iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1/192.168.130.101,3260,1/default.

Se você esta usando um acesso autenticado à sua storage, é necessário informar a forma de autenticação, usando o seguinte comando. Normalmente, as storages vem configuradas  para acesso sem autenticação, porém, se você não possui um nível de segurança físico adequado, isolado, recomendo que use. O comando segue abaixo:

iscsiadm -m node –targetname “iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1” –portal “192.168.100.101:3260” –op=update –name node.session.auth.authmethod –value=CHAP
iscsiadm -m node –targetname “iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1” –portal “192.168.100.101:3260” –op=update –name node.session.auth.username –value=usuario


iscsiadm -m node –targetname “iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1” –portal “192.168.100.101:3260” –op=update –name node.session.auth.password –value=senha


Feito isso, podemos fazer o login agora.

iscsiadm -m node –targetname “iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1” –portal “192.168.130.101:3260” –login

O resultado do comando acima, será o abaixo esperado:

Logging in to [iface: default, target: iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1, portal: 192.168.130.101,3260]
Login to [iface: default, target: iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1, portal: 192.168.130.101,3260]: successful

Pronto!

Se o comando foi finalizado com sucesso, seu armazenamento iSCSI estará funcional. Basta checar com o “dmesg” qual o dispositivo que foi associado a ele. Aqui no meu caso, “/dev/sdb”.

P.S.: Se por algum motivo, você necessitar terminar sua sessão iSCSI, use o comando:

iscsiadm -m node –targetname “iqn.2010-04.com.dell:storage.lun1” –portal “192.168.130.101:3260” –logout

Continuando, é necessário criar um sistema de arquivos no compartilhamento para poder usá-lo.

No meu caso, utilizei o “cfdisk /dev/sdb” para criar a partição.

Logo após, usei o comando mkfs.ext3 para criar o sistema de arquivos. (mkfs.ext3 /dev/sdb)

E para finalizar, o montar a partição: mount -t ext3 /dev/sdb /storage

(Ou o sistema de arquivos que você utiliza. Ex: xfs, jfs, ext2, etc…)

Ainda não precisei configurar um servidor como storage, ou seja, sendo o “target”, mas não é nada complicado, quem precisar posta nos comentários que eu tento ajudar.

[]’s

[wp_campaign_1]

5 Comentários


  1. Otimo post ajudou bastante.
    VLW!!


  2. Cara,

    Adorei o post, me ajudou muito. Estou precisando deixar o storage como Target, não quero armazenar local e sim direto no storage minha ideia é deixar como File server. Vc tem esse post?

    Abraços


  3. Fala Anderson. Então cara, não tenho um post de construção de um target justamente por existir N tipos de storages. No seu caso, vc esta usando qual modelo? De qual marca? Posso tentar te ajudar dessa forma.


  4. Parabéns pelo tutorial amigo. Me ajudou muito. Implementei o FreeNAS aqui no meu trabalho e estava com problemas para utilizar ele nos servidores.

    Abraçs

Deixe uma resposta